Resenha: Romance em San Marino



Romance em San Marino
Autora: Lidia Rayanne
Edição do Kindle

Uma trama que envolve amor, poder, conhecimento, política e muito mistério. Romance em San Marino é o primeiro volume de uma duologia ambientada no início do século XIX na pequena República de San Marino, que em meio às guerras napoleônicas, ainda permanece livre graças ao Imperador Bonaparte. O país se encontra na cordilheira dos Apeninos envolto pela Itália, ou seja, é um território  que apresenta distinções políticas, sociais e culturais e cujas fronteiras permanecem dentro dos limites de um outro território.

O romance gira em torno de dois jovens que, mesmo vivendo num mesmo território, apresentam vidas um tanto distintas. De um lado encontramos uma jovem pequena de tamanho, mas grande no coração e na determinação. Ângela Olivério é uma jovem estudiosa, sonhadora, que entende de política e ama a sua pátria. 
Portanto, ocupa seu tempo em dar aulas para crianças e jovens, ensinando-os a ler e compreender sobre a história e a política de seu país, com intuito de torná-los melhores cidadãos. No entanto, a vida de Ângela pode mudar a qualquer momento, pois assim como toda a mulher de sua época, ela precisa encontrar um marido para garantir seu futuro e legado, no entanto a jovem moça sabe que no momento que aceitar um pedido todos os seus sonhos e objetivos terão que ser deixados para trás, afinal a mulher do século XIX não tinha os mesmos direitos que o homem. Em contraste, temos Marco Casali, um jovem rico, filho de um dos governantes mais importantes de San Marino e comprometido com a jovem mais linda da região, Alessa Vicini. Marco tinha tudo, inclusive segurança para assumir o posto que um dia foi do seu pai no Conselho de San Marino, entretanto ao ser envergonhado diante de importantes líderes pelo seu primo Vittore Bonelli, uma pessoa que ele tinha profunda antipatia, Marco percebe que precisa se esforçar e aprender mais sobre o seu país e seu povo para um dia ser respeitado e se tornar um capitão-regente. 

"Cada um nasce em determinada condição, bambina. Alguns com mais, outro com menos, e às vezes o destino dá reviravoltas e quem possui bens, perde, e quem não possui nada, ganha. A vida é assim. A questão é o que você vai fazer com o que lhe acontece."

O encontro entre os dois acontece de forma inesperada, porém oportuno. Tanto Ângela como Marco estão inseguros diante do futuro que os espera, portanto, mesmo que sejam duas pessoas distintas, eles encontram um no outro vantagens e benefícios para alcançar seus objetivos. Marco percebe que Ângela é uma mulher inteligente, tem um grande conhecimento sobre San Marino e sabe dialogar sobre política como também defender seu ponto de vista. Sendo assim, ele encontra nela a mentora que tanto precisava, a oportunidade de aprender sobre política e estar mais preparado para exercer a função que alguns anos atrás já foi de seu pai. Ângela aceita a estranha proposta de instruir Marco sob a promessa de ele lhe conceder uma audiência com os próprios capitães-regentes, para enfim, mesmo sendo uma mulher, ser ouvida e apresentar as suas ideias. A partir daí, seus caminhos acabam se cruzando com mais frequência, e apesar de ambos acreditarem que esse envolvimento seria apenas profissional, uma amizade pura e verdadeira acaba crescendo entre eles, todavia esse sentimento pode se tornar algo ainda maior. Em meio a essa nova situação,  Ângela busca ouvir a voz da razão, afinal o rapaz já estava destinado a outra garota, e não era qualquer uma, e sim a jovem mais bela de toda San Marino.


"Ângela não é como as outras. Ela não se importa apenas com a aparência física. Ela enxerga o caráter, o coração. Ângela é uma pessoa humanitária e idealista, que ama e se importa com este país como a própria vida." 

A autora desenvolveu muito bem o romance entre os dois, tudo foi distribuído na dose certa. Romance em San Marino é uma história que te faz sorrir e suspirar, e eu não posso negar que amo romances assim. As personagens foram muito bem construídas, todos apresentam personalidades marcantes e uma história para contar, e esse é um ponto que considero muito importante numa obra, pois quanto mais verdadeiro e plausível a personagem é, mais o leitor se envolve com sua história. É interessante como as personagens vão crescendo durante a trama, aprendendo com seus erros e mostrando seus lados bons e ruins, isso os tornou ainda mais humanos. Marco e Ângela vão aprendendo muito um com outro - principalmente Marco. 
  

“Diga de novo.” Ela sussurrou, fechando os olhos.
“O quê? Que você é linda? Encantadora? Ou…?”
“Não.” Ela respirou fundo, apertando os olhos. “Mia ragazza.”
“Mia ragazza.” Ele sussurrou ao ouvido dela. 


Como não se apaixonar com uma personagem como Ângela, uma mulher que quer fazer a diferença em tempos difíceis onde sua voz e ideias nem são consideradas importantes pela sociedade. Como não amar Marco Casali, mesmo sendo arrogante, mimado e egocêntrico (risos), é um jovem extraordinário, e não afirmo isso por ser um homem como uma beleza exorbitante, mas sim por ter um coração de ouro.

Outro ponto muito bem desenvolvido na história é a construção das personagens secundárias, onde suas histórias e romances também caem ao interesse aos olhos do leitor. Não vemos na trama apenas o romance central, mas também outros tipos de relacionamentos, relações antigas, relações que acabaram de iniciar, relações não correspondidas ou aquelas recheadas de mistérios. Em suma, é um livro que apresenta vários tipos de amor.

O romance  central não gira apenas em volta do casal principal, há um terceiro elemento chamado Vittore Bonelli. Não chega a ser um triângulo amoroso, mas Vittore consegui trazer um clima conflituoso e sedutor a trama. Não posso negar que mesmo ele sendo um pouco possessivo e até mesmo bruto, é um personagem que encanta e que tem presença. – eu tenho muita curiosidade em saber mais sobre Vittore e torço para que ele encontre uma pessoa que o ame de verdade, definitivamente se tornou meu personagem favorito da história.


"[...] se você é tão inteligente quanto suponho, Ângela, deve saber alguma coisa sobre a minha reputação. Quando me dedico a uma causa não costumo desistir na primeira, na segunda, muito menos na terceira dificuldade. E agora, minha nova causa é você.”

“Mas quando eu te conheci… Senti algo novo acontecer e despertar dentro de mim. Você me desafiou, a mim que não costumo ser questionado. E por um momento pensei: talvez esta seja a garota. A que vai acrescentar novas cores à triste paleta da minha existência.” 

“Bem, não posso dizer que torço por ele, mas tenho que confessar” Nelita admitiu com um suspiro pesaroso “que o signore Bonelli tem mais iniciativa que o signore Casali.”

A obra não se limita aos romances, mas também aborda sobre conflitos e intrigas que ameaçam a liberdade de San Marino, principalmente com a chegada de dois estrangeiros, o que deixa a história ainda mais interessante. É uma trama realmente cativante, não vejo a hora de ler a continuação. A única observação que preciso pontuar é a presença de alguns erros de digitação, nada que atrapalhe a leitura, mas que precisa de revisão. O conteúdo da história, sua narrativa, personagens, ambientação, tudo foi construído e desenvolvido de uma forma impecável.

Esse é o primeiro livro da autora, porém ela já publicou alguns contos numa antologia do site Tracinhas. O segundo volume está previsto para o final desse ano. Essa obra está disponível apenas em e-book e você pode adquirir no site da Amazon AQUI. Quero parabenizar a autora, Lidia Rayanne, por esse excelente trabalho e desejar muito sucesso em sua carreira.

Acredito que a autora  apresenta um grande potencial para esse gênero, e já afirmo de antemão que, quando houver a publicação do livro físico, eu definitivamente irei comprar. Ângela Olivério, Marco Casali, Vittore Bonelli, Pietro Martelli e Nelita já são personagens que ganharam um cantinho especial no meu coração. Super recomendo!!


Eloise G.F


4 comentários

  1. Que resenha mais lindas! Fico super feliz que tenha amado a história! ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como amei!!! Sucesso Lídia e obrigada pela excelente leitura!<3

      Excluir
  2. Adorei sua resenha, você me deixou com uma baita vontade de ler o livro!
    Eu particularmente amo romances de época, mas nunca li um nacional desse gênero, e acho que essa é uma oportunidade perfeita. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii, que bom que gostou!!! Esse também foi o primeiro nacional que li do gênero. Eu super indico essa leitura, é um livro maravilhoso, divertido, com mistérios e romance. Vale muito a pena <3

      Excluir

Topo